google-site-verification: google4b4c40309580108b.html
top of page
Buscar

Resolução de imagens

Você já deve ter se deparado com impressões magnificas, com imagens perfeitas esbanjando detalhes e cores vívidas, e provavelmente é o mesmo resultado que você gostaria em seus trabalhos, correto? Mas para tal resultado, toda imagem necessita obedecer critérios técnicos que possam garantir um resultado de qualidade.


Então vamos entender do quê uma imagem é feita e como podemos chegar em uma impressão de excelente qualidade, entendendo pequenas regras.


Basicamente uma imagem é feita de PIXELS, ou seja, pequenos pontos enfileirados, de diferentes cores que combinados, forma qualquer imagem digital.


ENTÃO, 1 PIXEL = 1 PONTO DE COR:





Acima, um belo exemplo, onde podemos ver os ‘pontos’ que uma imagem é composta. Perceba como cada pixel, possui uma cor sólida. Para o conjunto ou a quantidade de pixel de uma imagem, chamamos de RESOLUÇÃO. Logo, quanto maior a resolução, mais pontos temos numa imagem, e menores eles são, a ponto de não poder vê-los a olho nu.


Então, o que define a qualidade, é diretamente a quantidade de pontos que formam uma imagem. A definição de qualidade é dada pela proporção de pontos numa polegada quadrada. Portanto, numa imagem qualquer, para cada polegada quadrada devemos contar a qualidade de pontos, para então sabermos que resolução ela possui.




Perceba acima, que quanto maior a quantidade de pontos no mesmo espaço da imagem (resolução), mais qualidade ela expressa.


Comumente na indústria gráfica existe um padrão estabelecido de 300 dpi’s (Dot Per Inch ou Pontos Por Polegada) para uma impressão apresentar qualidade suficiente para o olho humano não ‘enxergar’ os pontos impressos, dando a sensação de lisura e beleza.

Todo software de tratamento de imagens e editores gráficos trabalham com essas premissas, dando ao designer total controle sobre a manipulação dessas características nas imagens.

Tenha sempre em mente algumas regras básicas para a manipulação de imagens:

• Toda imagem de alta resolução, pode ser reduzida (5000 dpi’s para 300 dpi’s por exemplo), pois isso ajuda o arquivo a não ficar grande demais para o armazenamento e processamento…


Mas jamais ao contrário!


• Uma imagem em baixa resolução jamais retornará à sua qualidade original se simplesmente aumentarmos sua resolução! (por exemplo, de 72 dpi’s para 300). Isso ocorre porquê ao reduzir a qualidade (pontos) de uma imagem, muitos pontos são condensados em 1 só, e literalmente ocorre a perda das informações anteriores. Veja abaixo:




Se simplesmente aumentarmos a resolução, o resultado é a divisão desses pontos maiores, em pontos menores, praticamente da mesma cor, o que evidenciará ainda mais, a baixa qualidade dessa imagem.


Tenha em mente também:


• Toda câmera fotográfica digital captura as imagens através de pixels. Logo, uma câmera com 40 megapixels possui a capacidade de capturar uma imagem com 40 milhões de pontos em cada linha. Ou seja, uma imagem de altíssima qualidade que pode ser usada em diversos meios de impressão e em diferentes tamanhos.


• Procure sempre banco de imagens que possam oferecer opções de qualidade e não fique seguro para o uso de imagens buscadas na internet sem a devida cautela sobre sua resolução. Uma imagem mostrada em um monitor, necessita somente de 72 dpi’s para ‘enganar’ sua percepção visual quanto a qualidade do que é visto! E se usadas para impressão, a decepção é certa!


Essa é uma pegadinha que muitos caem por falta de conhecimento e experiência!

bottom of page